sexta-feira, 18 de abril de 2014

Jane Eyre de Charlotte Bronte


Sinopse:

Jane Eyre é uma menina órfã que vive com sua tia, a sra. Reed, e seus primos, que sempre a maltratam. Até que, cansada do convívio forçado com a sobrinha de seu falecido esposo, a mulher envia Jane a um colégio para moças, onde ela cresce e se torna professora. Com o tempo, cresce nela a vontade de expandir seus horizontes. Ela põe um anúncio no jornal em busca de trabalho como governanta. O anúncio é respondido pela senhora Fairfax, e Jane parte do colégio para trabalhar em Thornfield Hall. Lá, ela conhece seu patrão, o sr. Rochester, um homem brusco e sombrio, por quem se apaixona. Mas um grande segredo do passado se interpõe entre eles.

Uma Palavra: Maravilhoso!

Ao começarmos a ler este livro somo levados a conhecer a vida da pequena Jane Eyre. Orfã, maltratada e infeliz. A pobre garota leva uma vida triste e sofrida e só tem como consolo a companhia de Bessie, a empregada.

A senhora da casa a odeia tal como seus filhos e todos os demais que vivem lá. Aos dez anos é levada para um instituto ou escola de caridade onde a vida não é muito melhor do que naquela casa. Com toda essas questões ocorrendo podemos ver o desenvolvimento de Jane de quando era uma criança impulsiva, de pavio curto para uma moça de 18 anos, centrada, educada e observadora, que todos esses anos serviram para que ela “trancasse” tudo o que as pessoas achavam inaceitável em seu ser.

Então Jane recebe a proposta de ser preceptora de uma menina chamada Adele e lá conhece o senhor Rochester e se apaixona completamente por ele, mas para viver esse amor ela terá que enfrentar muitos desafios, até encontrar a felicidade.

Em nenhum momento a protagonista é descrita como bela, o que nos encanta é a sua sensibilidade, inteligência e espírito crítico, já que a maioria das mocinhas de livros são sempre descritas como belas.

A capa apesar de simples combina muito bem com o livro que realmente me emocionou muito. Sou uma pessoa que não lê muitos clássicos então posso dizer com certeza que está história é linda.

Personagens:

Posso dizer que, de certa forma, Jane me encantou extremamente com seu temperamento e suas ações tão contraditórios. Seus pensamentos que encantam e também sua total devoção ao trabalho e a ser uma pessoa “correta”.

Não teria como não dar algo a não ser 10 para uma história tão linda, que apesar de um clássico da Literatura Estrangeira, quando estamos lendo e esquecemos completamente disso. Com uma escrita cativante, e envolvente, e sutil Bronte conseguiu dar a sua personagem o que podemos chamar de Realidade.

Por Thays Amanda.